'Festival Varilux de Cinema Francês' traz mostra de realidade virtual a três capitais


Após grande sucesso na edição passada, o Festival Varilux de Cinema Francês apresentará pela segunda vez a Mostra de Realidade Virtual, uma seleção com os melhores filmes franceses com esta tecnologia, desenvolvidos por líderes em inovação audiovisual na França. Com curadoria do cineasta e especialista francês Fouzi Louahem, a mostra de 2018 contará com 11 filmes e teve sua presença ampliada para três capitais: Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. As três cidades também vão receber masterclasses ministradas por Louahem.
As produções exploram o potencial da realidade virtual em diversos gêneros como ação, ficção, animação e documentário. A seleção conta com produções premiadas e selecionadas para grandes festivais internacionais, como o curta em VR “Héritage”, de Benjamin Nuel, premiado no festival “Bourse Orange / Formats Innovants”, que apoia produções transmídia, e selecionado para o World VR Forum (Suíça) e o Festival do Cinema Novo de Montreal. Já o curta "Proxima", de Mathieu Pradat, foi escolhido, entre outros, para a competição de realidade virtual da Bienal de Veneza e para a Bienal da Imagem em Movimento de Frankfurt.
Os filmes da programação de realidade virtual estarão em exibição durante o período do Festival Varilux. Em Salvador as sessões serão na Aliança Francesa da Barra, de 5/6 a 10/6, e no Espaço de Cinema Itaú Glauber Rocha, na Praça Castro Alves, de 10/6 a 17/6 ; em São Paulo, na Aliança Francesa do Centro, de 6/6 a 16/6, e no Cineart Petrobras, no Conjunto Nacional, de 8/6 a 17/6; e no Rio de Janeiro as exibições serão no Cine Odeon Net Claro, na Cinelândia, de 8/6 a 17/6  e na Aliança Francesa de Botafogo, de 7/6 a 16/6.
Fouzi Louahem estará no Brasil para coordenar as exibições e ministrar masterclasses em cada uma das cidades. Louahem abordará os aspectos artísticos, técnicos e econômicos dessa nova linguagem audiovisual, com o objetivo de propor ao público uma introdução às diversas dimensões da realidade virtual. As aulas do especialista francês serão ministradas nas Alianças Francesas de cada cidade, nos dias 5 (Salvador), 7 (São Paulo) e 8 de junho (Rio de Janeiro).
Roteirista e diretor de experiências em vídeo 360° e diretor artístico da revista de cinema “Bande à Part”, Louahem se envolveu durante os últimos anos em variados projetos de Realidade Virtual, entre eles, a série documentário “Jours de tournage” e a ficção “La vie à venir”.
Filmes da Mostra de Realidade Virtual:
Entrada gratuita, sujeita à lotação por ordem de chegada
Altération
De Jérôme Blanquet
Produção Arte, Metronomic, Okio-Studio, Saint-George
2017 - Ficção - 20 min
Dans la peau de Thomas Pesquet
De Jürgen Hansen, Pierre-Emmanuel Le Goff
Produção Vingt-Cinquième Heure
2018 - Documentário imersivo – 15 min 
Dolphin man
De Benoit Lichte
Produção Arte 360 VR
2017 - Documentário imersivo – 10 min
Dreams of O´
De Felix Lajeunesse, François Blouin, Paul Raphaël
Produção Cirque du Soleil, Félix&Paul Studios
2017 - Performance imersiva – 13 min
French Kiss
De Pascal Tirilly
Produção 2 MORO, TEN2TEN, Nexus Forward
2017 – Ficção – 22 min
Héritage
De Benjamin Nuel
Produzido por Honkytonk
2017 – Ficção - 13'
I saw the future
De François Vautier
Produção DA Prod, Arte 360 VR,
2017 - Documentário imersivo - 6 min
On/Off
De Isabelle Foucrier, Camille Duvelleroy
Produção Bachibouzouk
2017 - Documentário imersivo – 20 min
Planet
De Momoko Seto
Produção Arte 360 VR
2017 - Experimental imersivo - 6 min
Proxima
De Mathieu Pradat
Produção La Prairie Production, Audiogaming, Novelab, Radio France
2017 – Ficção – 9 min
U Turn
De Nathalie Mathé, Ryan Lynch}
Produção NativeVR
2018 – Ficção - 10´

Serviço:
Mostra de Realidade Virtual (Festival Varilux de Cinema Francês 2018)  
Entrada gratuita por ordem de chegada

Salvador
Local: Aliança Francesa – Av 7 de Setembro, 401- Ladeira da Barra
Data: 5 a 10/6
Horário : 12 h às 20 h
Local: Sala Glauber Rocha – Praça Castro Alves – Centro
Data: 10 a 17/6
Horário: 14h às 20h

São Paulo
Local: Aliança Francesa – Rua General jardim, 182 – Centro
Data: 6 a 16/6
Horário: 12h às 20h
Local: Cine Arte – Conjunto nacional – Av Paulista, 2073
Data:  8 a 17/6
Horário: 14h às 20 h

Rio de Janeiro
Local: Aliança Francesa – Rua Muniz Barreto, 730 – Botafogo
Data: 7 a 16/6
Horário: 18h às 21h (dias de semana); 9h às 12 h ( sábados)
Local: Cine Odeon – Cinelândia – Foyer no 2º andar
Data: 8 a 17/6
Horário: 13h30min às 20h30min
Programação das masterclasses de realidade virtual - “Os desafios da criação, da produção e da difusão da realidade virtual”:
Entrada franca mediante inscrição prévia no formulário disponível no site (http://variluxcinefrances.com/2018/festival/masterclass-realidade-virtual-2018)

Salvador
Dia 5 de junho – 10h às 17h, na Aliança Francesa (Av 7 de setembro, 401  – Ladeira da Barra)
São Paulo
Dia 7 de junho – 9h ÀS 16h30m, na Aliança Francesa (Rua General Jardim, 182 – Centro)
Rio de Janeiro
Dia 8 de junho – 10h às 17h, na Aliança Francesa (Rua Muniz Barreto, 730 – Botafogo)

Mais informações em: www.variluxcinefrances.com

Facebook: Festival Varilux de Cinema Francês (/variluxcinefrancês)
Instagram: @variluxcinefrances
Youtube: Festival Varilux de Cinema Francês.

“Não se Aceitam Devoluções” é o primeiro longa nacional com selo Garantia Cinépolis


O longa “Não se Aceitam Devoluções” é o primeiro filme brasileiro selecionado pelo “Garantia Cinépolis”. Com Leandro Hassum no elenco, a comédia dramática é cheia de momentos de bom humor. Com direção de André Moraes, o filme é uma adaptação da comédia mexicana, de mesmo nome, que fez sucesso em 2013.

Na trama, Hassum vive o mulherengo Juca que vê sua boa vida ser ameaçada com a notícia de que será pai. Assustado no início, ele acaba gostando da ideia até a mãe da garota aparecer e acabar com sua tranquilidade.

Confira o trailer:
 


As sessões do filme com o selo “Garantia Cinépolis” iniciam na estreia do longa, dia 31 de maio.

O cliente que não gostar do longa com o selo “Garantia Cinépolis”, no prazo máximo de 30 minutos de início do filme, pode avisar a equipe da Cinépolis e terá direito a receber uma cortesia para assistir a qualquer outro filme do circuito por um prazo de 30 dias.


Sinopse

Juca Valente é um sedutor descompromissado. Um dia, Brenda, sua ex-namorada americana, abandona a pequena Emma, ainda bebê, com ele. Desesperado, Juca viaja para os Estados Unidos atrás de Brenda com a esperança de lhe devolver a criança. Seu plano não dá certo e ele fica por lá, trabalhando como dublê. Quando a menina faz seis anos, a mãe reaparece para pedir a guarda da criança.

Elenco: Leandro Hassum, Laura Ramos, Jarbas Homem de Mello e Zéu Britto.
Direção: André Moraes.
Roteiro Adaptado: Guillermo Ríos.
Roteiro Original: Letícia Lopéz Magalli e Eugenio Derbez.
Distribuição: Fox Film do Brasil.

‘Robin Hood – A Origem’ ganha novos cartazes


Três pôsteres teaser de “Robin Hood – A Origem” acabam de ser nacionalizados e divulgados pela Paris Filmes. Um deles destaca Robin Hood (Taron Egerton), o herói dos ladrões que rouba dos ricos para dar aos pobres, o outro apresenta Little John, um ex-rival de Robin, interpretado por Jamie Foxx, e o terceiro apresenta Taron Egerton na Floresta de Sherwood. 





No filme, um cruzado endurecido pela guerra e um comandante mouro montam uma audaciosa revolta contra a corrupta coroa inglesa em uma emocionante aventura de ação. Repleto de cenas no campo de batalha, coreografia de luta e um romance atemporal, o longa apresenta uma história nunca antes vista de como Robin Hood tornou-se o ícone e a lenda como o conhecemos hoje.

Na trama, Robin Hood retorna das Cruzadas para desbravar a Floresta de Sherwood, repleta de corrupção e maldade. Unindo-se a um bando de foras da lei, ele resolve o problema com suas próprias mãos para acertar as coisas. Com direção de Otto Bathurst (de “Black Mirror”) e roteiro de Joby Harold (de “Rei Arthur: A Lenda da Espada”), “Robin Hood – A Origem” é produzido por Leonardo DiCaprio. 

No país, a produção tem estreia nacional agendada para 22 de novembro.
 
Ficha Técnica 
Direção: Otto Bathurst 
Elenco: Taron Egerton, Jamie Foxx, Ben Mendelsohn, Eve Hewson, Jamie Dornan 
Roteiro: Joby Harold 
Produção: Leonardo Dicaprio, Jennifer Davisson Killoran, Basil Iwanyk, Tory Tunnel, Joby Harold 
Gênero: Ação | Aventura

Cinépolis lança balde exclusivo do filme 'Han Solo: Uma História Star Wars'


A rede Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, iniciou a venda do balde exclusivo criado para o lançamento do filme “Han Solo: Uma História Star Wars”.
 
Para ganhar o balde, basta adquirir o combo composto por dois refrigerantes e uma pipoca no balde exclusivo do filme Han Solo. A pré-venda de ingressos na rede Cinépoliscontinua disponível nas bilheterias, ATMs e no site: www.cinepolis.com.br.



Com distribuição da Walt Disney Pictures, “Han Solo” estreia no Brasil dia 24 de maio. O jovem Han Solo será interpretado por Alden Ehrenreich, papel que foi eternizado por Harrison Ford na trilogia original de “Star Wars”. O elenco conta também com Joonas Suotamo, Woody Harrelson, Emilia Clarke e Donald Glover. A direção fica por conta do ganhador do Oscar Ron Howard (“Uma Mente Brilhante”).
 
SINOPSE
Embarque na Millennium Falcon e comece uma jornada em uma galáxia muito, muito distante em Solo: Uma História Star Wars, uma aventura inédita com o canalha mais amado da galáxia. Através de uma série de aventuras ousadas em um submundo criminoso e sombrio, Han Solo conhece seu corajoso copiloto Chewbacca e encontra o notório jogador Lando Calrissian, em uma jornada que irá definir o caminho de um dos heróis mais improváveis da saga de Star Wars.
 
Elenco: Alden Ehrenreich, Emilia Clarke, Woody Harrelson, Paul Bettany, Donald Glover, Joonas Suotamo.
Direção: Ron Howard.
Roteiro: Jonathan Kasdan e Lawrence Kasdan.
Produção: Simon Emanuel, Kathleen Kennedy, Allison Shearmur.
Produtoras: Lucasfilm e Walt Disney Pictures.

Master Class de crítica de cinema com Andréa Cursino

O Curso de Crítica de Cinema da professora Andréa Cursino vai disponibilizar uma Master Class para divulgar abertura das vendas do curso online. Na master class, Andréa fará a crítica de um filme mostrando como construir um bom conteúdo não só para cinema, mas para qualquer mídia. O vídeo será disponibilizado dia 25 de maio e você pode se inscrever no site www.criticaandreacursino.com.br;

O conteúdo do curso guia o aluno por um passeio pelas áreas de cinema, seus gêneros e todo marketing necessário que o jornalista/crítico necessita saber para se aperfeiçoar nesse meio ou começar o seu próprio site/blog escrevendo textos com qualidade.

Andréa Cursino é professora há mais de 10 anos, jornalista, assessora de imprensa e editora chefe do site Cinema para Sempre. Já capacitou mais de 20 turmas ensinando a real importância de um crítico de cinema. 

Formada em jornalismo pela Faculdade Hélio Alonso (FACHA), Andréa atuou muitos anos como assessora de imprensa, foi editora e idealizadora do programa Cinezoom, apresentou o programa Rock Star, foi comentarista do programa Painel da Manhã no quadro Painel de Cinema na Rádio Roquete Pinto e também crítica de cinema do programa Conexão em Arte do site: Conexão Jornalismo e ainda apresentou o Programa Clap na ROLTV (Rede On Line de Televisão). 

Já ministrou cursos e workshop de Crítica de Cinema no Studio Oficina, mediou debates no Cinema do Sesi, no cineclube do Cine Joia e no MAM (Museu de Arte Moderna – RJ). 

Atuante como crítica de cinema desde de 2010 pelo site Cinema para Sempre já participou de inúmeras cabines de imprensa, festivais, coletivas e entrevistas com várias personalidades do cinema tanto nacionais como internacionais.

Inscrições abertas para o 9˚CINEfoot - Festival de Cinema de Futebol 2018

Estão abertas as inscrições para o 9˚CINEfoot – Festival de Cinema de Futebol.  O festival recebe inscrições de filmes que tenham como abordagem principal o tema "FUTEBOL". Serão aceitos trabalhos produzidos em qualquer suporte, gênero ou formato e não há restrições quanto ao ano de realização da obra.

Em 2018, o CINEfoot vai celebrar os sessenta anos da conquista da primeira Copa do Mundo pelo Brasil e muito mais. Diversas comemorações e homenagens integram a programação do 9˚CINEfoot.

Ao longo da sua trajetória o CINEfoot já levou às telas brasileiras centenas de filmes, transformando-se na principal plataforma de exibição da cinematografia de futebol no Brasil e na América Latina.

O CINEfoot mantém uma importante parceria com os principais festivais de cinema de futebol do mundo e é o único do Brasil que integra o seleto circuito de festivais de cinema de esportes da FICTS- Federation Internationale Cinema Television Sports, com sede em Milão.

As inscrições para as Mostras Competitivas podem ser efetuadas até 14 de junho de 2018, através do site:www.cinefoot.org.

O 9º CINEfoot acontece em setembro no Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

O CINEfoot é o primeiro festival de cinema do continente latino-americano dedicado à promoção e exibição de filmes de futebol. Sua programação inclui mostras competitivas internacionais, mostras especiais, debates, homenagens, dentre outras atividades.

O CINEfoot renova a cada ano a sua missão de oferecer uma programação altamente diversificada de filmes de futebol capaz de atrair uma legião de admiradores para as suas sessões, formando novas plateias e aliando a magia do cinema à emoção do futebol, num festival único no Brasil.

"O Livro de Henry" estreia neste sábado no Telecine


A Superestreia deste sábado, 19 de maio, promete mesclar drama, suspense e muita emoção no Telecine Play e no Telecine Premium com O Livro de Henry. O elenco mistura gerações de atores ao juntar Naomi Watts e os atores mirins Jaeden Lieberher e Jacob Tremblay, destaque também em O Quarto de Jack e Extraordinário. 

Ela é Susan, mãe solteira que se desdobra para criar os filhos, Henry (Jaeden Lieberher) e Peter (Jacob Tremblay). Em casa, os papeis se invertem: gênio aos 11 anos, Henry toma conta das finanças da família e dá apoio emocional à mãe e ao caçula. A rotina dos Carpenter vai bem, até ele descobrir que Christine, sua vizinha, sofre maus tratos do padrasto. Henry monta um plano para resgatá-la e tenta convencer sua mãe a ajudá-lo. Mas, só depois de uma reviravolta, que Susan descobre um livro com dicas do filho e resolve colocar as ideias em prática. Custe o que custar, ela vai correr atrás para desmascarar o agressor.

Festival Varilux de Cinema Francês promove Encontro Franco-Brasileiro de Cinema 2018



O Festival Varilux de Cinema Francês que anualmente apresenta ao público brasileiro produções recentes e relevantes da cinematografia francesa, além de promover eventos que estimulem o intercâmbio cultural e profissional entre os dois países, realiza nesta edição e, pela primeira vez, encontros entre profissionais de cinema da França e do Brasil. Entre outros assuntos, serão abordados temas como coprodução internacional, financiamento, regulamentação e mercados do cinema na Europa e no Brasil. Os encontros acontecem em Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro nos dias 4, 6 e 8 de junho, respectivamente, com entrada franca. As inscrições estão abertas e devem ser feitas no site do festival.

Os encontros, destinados a profissionais do setor audiovisual, tem como objetivo reforçar as trocas e encorajar colaborações entre os dois países, assim como promover a capacitação internacional de produtores brasileiros e as possibilidades de inserção dos filmes nacionais nos mercados mundiais. Com mediação de François Sauvagnargues, que possui larga experiência em produção e mercado cinematográfico, os encontros contarão com a participação de uma delegação de professionais franceses: o diretor adjunto da Unifrance Films, Frederick Beyreziat; do diretor adjunto da ARTE Cinema, Remi Burah; dos produtores Laurent Lavolé, da Gloria Films; Marie Masmonteil, da Elzévir Films e Gilles Sacuto, da TS Production; de Laurence Gachet, da distribuidora Paname e de Pierre Menahem, da empresa de vendas internacional Still Moving. Haverá também participação de palestrantes brasileiros do setor, diferentes em cada cidade.

As inscrições, para se candidatar a uma vaga, podem ser realizadas até 1º de junho no site (http://variluxcinefrances.com/2018/festival/encontro-franco-brasileiro-de-cinema/) do festival. Com número restrito de vagas, o candidato deverá esperar confirmação de sua inscrição por email.

Longa 'Kardec' começa a ser filmado

Baseado no best seller de Marcel Souto Maior, a cinebiografia de Allan Kardec começou a ser rodada nesta quarta-feira, 16, em Paris. A primeira imagem divulgada do filme traz o ator Leonardo Medeiros caracterizado como Kardec na Pont de la Tournelle, um clássico no coração da cidade luz que fica em frente à Ile Saint Louis. “Kardec” tem produção da Conspiração e distribuição da Sony Pictures e é dirigido por Wagner de Assis (“Nosso Lar”).


Leonardo Medeiros é o protagonista Hypolite Leon Denizard Rivail, reconhecido depois como Allan Kardec, o conhecido educador francês nascido em 1804 que se destacou nos estudos e pesquisas que culminaram na criação da Doutrina Espírita a partir de 1857. Uma equipe de 12 brasileiros trabalha na Cidade Luz até sábado em conjunto com mais de 30 profissionais franceses. Na cena de ontem, 16 figurantes caracterizados com roupas de época compunham a Paris da época de Kardec.

Em junho, o grupo filma em terras cariocas em locações escolhidas por se aproximarem às estruturas da Paris do século XIX.

Com lançamento previsto para 2019, a produção tem ainda no elenco nomes como Guilherme Piva (Didier), Genézio de Barros, (Padre Boutin), Charles Fricks (Charles Baudin), Licurgo Espinola (Sr. Babinet). O roteiro de L.G. Bayão e Wagner de Assis acompanha a trajetória de Kardec desde o período em que atuava como educador, passando pela fase de descoberta da doutrina, até a publicação e repercussão de “O Livro dos Espíritos”. 


“Vidas à Deriva”, com Shailene Woodley e Sam Clafin, ganha novo trailer


Confira o novo trailer de “Vidas à Deriva”, filme do diretor Baltasar Kormákur, o mesmo de “Evereste”, estrelado por Shailene Woodley (“A Culpa é das Estrelas”) e Sam Claflin (“Como eu era Antes de Você”). O longa tem estreia prevista para 9 de agosto, com distribuição da Diamond Films.

Quando Tami Oldham (Woodley) e Richard Sharp (Claflin) partem numa viagem do Tahiti até a costa americana do Pacífico, a bordo de um veleiro, eles não poderiam prever que iriam se deparar com um dos furacões mais catastróficos da história. Ao término da tempestade, Tami acorda e encontra Richard gravemente ferido e seu barco em ruínas. Sem esperança de resgate, ela deve encontrar força e determinação para salvar a si mesma e o único homem a quem já amou.

Baseado no livro de Tami Oldham Ashcraft, ‘Red Sky in Mourning: A True Story of Love, Loss and Survival at Sea’, “Vidas à Deriva” é uma história inesquecível sobre a resiliência do espírito humano e o poder transcendente do amor.

(Crítica) Deadpool 2

Por Rosane Ribeiro


Deadpool 2 pode ser e até é melhor que o primeiro filme. Mais ousado, com mais referencias pop, mais violento, mais sarcasmo, mais engraçado e mais família porque não ?! 

A volta de Deadpool (Ryan Reynolds), está melhor e mais engraçado do que nunca. Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) chega em uma missão assassina, o mercenário precisa aprender o que é ser herói de verdade, recrutando pessoas poderosas, ou não, para ajudá-lo.

O filme começa bem estilo de Deadpool, ele tendo essa interação que funciona muito bem de primeira pessoa para o publico, só que com uma base bem mais violenta para telas, as cenas de sequencia com bons cortes de ação carrega o olhar de David Leitch, mesmo diretor de Atômica(2017) e John Wick (2014/2017), ele sabe muito bem como causar dor ao liberar cenas de quebrar os ossos. O diretor conseguiu casar as referências não só ao universo da própria HQ de Deadpool, como também com elementos da década de 80, desde a abertura com Air Supply007 e Flashdance - deixou tudo com sua assinatura limpa, seguindo cenas violentas e sanguinárias cortando direto para o amor de Vanessa e Wade - levando até cenas de brincadeiras com o universo da DC - Martha? Deixa pra lá).

Por incrível que pareça, Deapool 2 carrega bastante cenas emocionais, justamente por conta desse romance de Wade, que nos apresenta um lado mais racional e emocional do anti-herói - até soltamos uma lágrima ou duas durante toda a sequência do filme - Mas a calmaria dura bem pouco quando recebemos um plano sequência insano de Deadpool usando características de diretores como Tarantino e tudo isso ainda só no primeiro ato! 

Vale voltar a destacar que essa sequência de Deadpool mostra seu lado mais humano. Assistimos Wade Wilson tomando decisões com o seu lado racional, influenciado pelos acontecimentos do primeiro ato, mais do que seu lado assassino. Iremos sentir dor, a solidão e o reflexo de sua culpa pelas consequências de seus atos. E é esse lado mais humano de Wade que faz ele decidir entrar para os X-Men (trainee) Mas é importante lembrar que Deadpool gosta de quebrar as regras e o lado tão bonzinho assim da força não se encaixa em seu perfil, afinal regras foram feitas para serem quebradas! 

Das cenas elaboradas de violência e o segmento da história, Deadpool se vê obrigado a montar sua equipe para derrotar Cable e talvez um dos maiores erros do filme está justamente na formação dessa equipe. Nas HQ'sX-FORCE teve várias formações, entre elas Deadpool, Cable, Dominó, Mísssil, Psylocke, Mancha Solar, Colossus e Wolverine. Já no filme, mesmo com nomes de peso de Hollywwod como Terry CrewsBill Slkarsgard e mais uma participação especial surpresa - não irei liberar spoilers -, não temos participações bem utilizadas, mesmo que nos dê boas risadas, acredito que poderiam ter utilizado melhor essa parte do roteiro.

Mesmo que esse seja o charme de Deadpool essas crateras do roteiro para abrir espaço para a quebra da quarta parede e relação do personagem com o público. Uma história idiota, que trabalha mais com o real, com tons de quadrinhos e dos melhores filmes de ação, sem perder o ritmo (até o terceiro ato). O que nos deixa nossa equipe apenas com Colossus, Cable, Dominó para dar peso a X-FORCE. 



Falando nisso, Colossus está muito melhor aproveitado aqui, interpretado por Stefan Kapicic, ele segue bonzinho, com seus costumes, mas no desenvolver do último ato se transforma em uma máquina de destruição de força bruta - mas não poderia faltar a menção de uma cena bem fofa de reconciliação do personagem com Deadpool, fazendo referência ao filme de John HughesSay Anything de 1989 com a cena da Bombox na janela -. Dominó, interpretada pela atriz Zazie Beetz está no tom certo. A capacidade dela irritar Deadpool com seu poder de ser apenas "sortuda" está no tom perfeito! 

Sua cena do veículo em movimento dá um show e suas cenas carregam os melhores segmentos de ação. (Ah, não posso esquecer a referência a Star Wars e C-3Po, quando Wade é carregado com as pernas como mochila por Dominó!) 

Cable, apesar de ser muito bem interpretado por Josh Brolin - que aos seus 50 anos mostra um preparamento físico insano, com um corpo fechado! ( Que corpo, senhoras, que corpo") - entrega um personagem que o roteiro não soube aproveitar em relação a história, mas é bem provável que ele ainda seja utilizado em outros filmes da Marvel por conta de sua possibilidade de viajar no tempo. Aqui ele consegue mostrar respeito, medo e poder, o roteiro que como o próprio Deadpool comenta como "preguiçoso", apesar de carregar falhas, se desenvolve de maneira bem dinâmica para que Cable acabe se juntando a X-FORCE ( as piadinhas sexuais entre os dois deu o tom certo para a relação, a qualquer momento pensei que Josh iria gargalhar em meio a uma cena ou duas). Sua jogada de vilão para herói teve o tom certo. 


As cenas da Mansão X irá deixar os fãs pirando na cadeira do cinema, tendo até uma cena bem rápida e inesperada com os famosos mutantes. A direção de David Leitch e o roteiro co escrito pelo próprio Ryan Reynolds se superou. Se você gostou do primeiro filme, irá gostar desse, e se não do primeiro, irá gostar desse! Deadpool 2 está lindo, sangrento, emocionante e fala sim sobre família, uma família estilo Deadpool. Você também irá se emocionar com o último momento ao som de A-Ha com a música "Take On Me" na versão acústica ( link da playlist aqui) - Outro acerto do filme foi a trilha escolhida a dedo e corretamente para cada cena. O primeiro estava sensacional, mas aqui é como se cada cena fosse feita pensando na sua trilha, até mesmo "Ashes" de Céline Dion foi encaixado para esta épica versão de Skyfall a lá Marvel (afinal, Oh Canadá!) A cena de luta e sofrimento ao som de "Tomorrow" de Annie, clássico de 1982, Cher, Dolly Parton... 

Mesmo com um roteiro falho e mesmo podendo ser um filme de apenas uma hora e meia ao vez de duas, Deadpool 2 vai despertando o melhor do nosso lado sádico ao nos fazer sorrir com sua violência (afinal, ai está toda a graça de Deadpool em si). 
CENAS PÓS CRÉDITOS: São quatro mini cortes específicos, nada relacionado ao universo Marvel como Vingadores nos acostumou, mas acerta me cheio com cada piada e referência. A última cena? MELHOR DE TODAS!

BYE YUKIO! 


Rosane Ribeiro é colunista do cinema atm

Fox renova 'Gotham' para quinta e última temporada

A Fox renovou Gotham para a quinta temporada e confirmou que esse será o último ano da série (via The Wrap). O canal promete um desfecho grandioso, afirmando que: “A temporada final vai focar na transformação de Bruce Wayne no Batman”.

A série começou a ser exibida em 2014, com o objetivo de mostrar a origem de Bruce Wayne (David Mazouz) e de vários vilões do Batman. Ben McKenzie interpreta James Gordon e a brasileira Morena Baccarin é a Dra. Leslie Thompkins.

No Brasil, Gotham é transmitida pelo canal pago Warner Channel.

Fonte: site blah cultural


Sessão Retrô no Megapix


A sessão retrô de maio do canal Megapix está recheada de sucessos que marcaram os anos 90. Cada domingo será mais nostálgico que o outro com sucessos para toda família.
No dia 20, é a vez de A Bela e a Fera (1991). Bela vive em um pequeno vilarejo com seu pai, Maurice. Quando ele é atacado por lobos na floresta e pede abrigo em um castelo, ele se torna prisioneiro da Fera que lá habita. Para salvar seu pai, Bela toma seu lugar como prisioneira e descobre que a Fera não é tão assustadora como parece ser.
O último domingo do mês fica por conta de Um Tira no Jardim de Infância. John Kimble, um policial durão, está na cola de Cullen, um traficante. Sabendo que ele irá atrás da ex-mulher, John se infiltra no colégio do filho deles como professor de Jardim de Infância.
SERVIÇOSessão Retrô - MegapixDomingo, na faixa de 12:00

Cinépolis inicia venda de combo exclusivo de Deadpool 2


A rede Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, inicia no dia 10 de maio a venda do combo criado exclusivamente para o lançamento do filme "Deadpool 2".

O combo será composto por dois refrigerantes, uma pipoca grande na embalagem tematizada do filme e uma luminária no formato de nosso anti-herói preferido, o Deadpool.

Com distribuição da Fox Film do Brasil, “Deadpool 2” faz sua estreia nacional no dia 17 de maio e conta no elenco com Ryan Reynolds, Josh Brolin, Zazie Beetz Morena Baccarin. A direção é de David Leitch.

Trailer:

 


SINOPSE
O bocudo mercenário da Marvel está de volta! Maior, melhor e, ocasionalmente, mais pelado do que nunca. Quando um super soldado chega em uma missão assassina, Deadpool é forçado a pensar em amizade, família e o que realmente significa ser um herói - tudo isso, enquanto chuta 50 tons de bundas. Porque, às vezes, para fazer a coisa certa, você precisa lutar sujo.

Elenco: Ryan Reynolds, Zazie Beetz, Brianna Hildebrand, Karan Soni, Morena Baccarin, T.J. Miller
Direção: David Leitch
Roteiro: Rhett Reese, Paul Wernick, Ryan Reynolds
Produção: Simon Kinberg, Ryan Reynolds, Lauren Shuler Donner

Cinépolis estreia documentário sobre Hare Krishna em circuito nacional


Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, lança, a partir da próxima quinta-feira, dia 10, o premiado documentário “HARE KRISHNA! O Mantra, o Movimento e o Swami que começou tudo”. O filme será exibido em 18 complexos de sua rede, somente com uma sessão por noite.

Vencedor do prêmio de Melhor Filme no Illuminate Film Festival – no Arizona 2017, o documentário retrata a vida de Srila Prabhupada - o Swami, indiano de 70 anos de idade, que chegou a cidade de Nova York em um cargueiro, sem recursos financeiros, em meio à turbulenta década de 1960. A produção conta com arquivos inéditos, gravações de áudio do próprio Prabhupada e entrevistas com seus primeiros seguidores, além de muitos registros dos anos 60 e 70, auge da contracultura. Na história, também há registros do Brasil, de quando o líder esteve no Rio de Janeiro e na fazenda Pindamonhangaba, na década de 1980.

O diretor John Griesse, que se aproximou pela primera vez de Srila Prabhupada, em 1970, na Índia, apresenta os bastidores do movimento cultural nascido na cena artística e intelectual de Nova York e São Francisco, passando pela beatlemania de Londres. Ele mostra, inclusive, como George Harrison ajudou a lançar um single de 16 palavras com o mantra do movimento Hare pelo selo dos Beatles, que virou hit de meditação na Inglaterra. Mais tarde, seu sucesso solo “My Sweet Lord” apresentou o canto de "Hare Krishna" para todo o planeta, sendo considerado uma das músicas mais icônicas da época. A partir daí o movimento de Prabhupada explodiu definitivamente.

Ao todo, o documentário levou quatro anos de pesquisa para ser finalizado e teve mais de 31 horas de filme gravadas por John durante toda sua convivência com o líder. A produção foi lançada em 100 cinemas nos EUA, em 2017, e em 350 teatros na  Índia, Rússia, Ucrânia, Canadá, Lithuania, Austrália, África do Sul, Singapura e Ilhas Maurício. Na América Latina, começou com 53 cinemas no México, seguido pela Argentina, Costa Rica, Guatemala, Chile, Panamá, Peru, El Salvador, Honduras e Colômbia.

A Cinépolis está muito orgulhosa por lançar no Brasil um documentário que é um sucesso no mundo inteiro. Além disso, entrar para o circuito alternativo com uma produção que mostra a história do líder que influenciou culturalmente toda uma geração, incluindo os bastidores desses movimentos culturais, é uma grande honra”, explica Luiz Gonzaga de Luca, presidente da Cinépolis Brasil.

A pré-venda começou na última sexta-feira (04), para todos os clientes, diretamente na bilheteria dos cinemas, nas ATMs ou pelo site do ingresso.com.

Confira abaixo a lista dos complexos Cinépolis que participarão desse circuito:


Cinépolis JK Iguatemi – São Paulo
Cinépolis Parque Maia Guarulhos – Guarulhos
Cinépolis Iguatemi Esplanada Sorocaba - Sorocaba
Cinépolis Santa Ursula – Ribeirão Preto
Cinépolis Continente Park – São José - Santa Catarina
Cinépolis Pátio Batel - Curitiba
Cinépolis Lagoon – Rio de Janeiro
Cinépolis Shopping Bela Vista - Salvador
Cinépolis Shopping Guararapes - Jaboatão dos Guararapes (PE)
Cinépolis Manaíra Shopping - João Pessoa
Cinépolis São Luís Shopping – São Luís
Cinépolis Natal Shopping - Natal
Cinépolis Boulevard - Belém
Cinépolis Shopping Ponta Negra – Manaus
Cinépolis Millenium - Manaus
Cinépolis Riomar Fortaleza – Fortaleza
Cinépolis Rio Poty – Teresina
Cinépolis Uberlândia - Uberlândia
“HARE KRISHNA! O Mantra, o Movimento e o Swami que começou tudo”
Direção: John Griesse 

Sinopse: Fundador do movimento espiritual Hare Krishna, Srila Prabhupada chegou aos Estados Unidos em 1965 com 70 anos e praticamente nenhum dinheiro ou contatos. Morando em Nova Iorque, ele começou a dar palestras interpretando antigos sânscritos indianos na época do auge da contracultura, e os jovens hippies, inclusive George Harrison dos Beatles, rapidamente se juntaram. O swami foi um incansável promotor até sua morte em 1977, tendo viajado por todo o mundo para espalhar sua mensage.

Trailer: